Conversatório Cultural

O Conversatório Cultural é um espaço virtual, de iniciativa do CULT e do Observatório de Políticas e Gestão Culturais (OBS-CULT), destinado a publicizar reflexões acerca de temas inquietantes presentes e inspirados na conjuntura político-cultural brasileira e internacional. O Conservatório Cultural acolhe textos autorais e plurais em diferentes formatos, sem a necessidade de estarem moldados aos canônicos acadêmicos vigentes. O espaço busca estimular a reflexão e o debate críticos e livres tão incômodos nos tempos sombrios, em que (sobre)vivemos.

Mediocridade e autoritarismo no Brasil

Por Albino Rubim Galhofamos da mediocridade que ocupou o poder com o governo Bolsonaro. Ela parece acometer muitos membros do governo, como doença altamente contagiosa. Mas cuidado. Não deveríamos rir em um superior desprezo. Primeiro, apesar da mediocridade, eles tomaram o poder executivo nacional, o que implica em alguma competência…

Brasil – a zona cinza

Quando todas as atrocidades já são rotinas tidas como normalidades, sob aplauso ou impotência das massas bestializadas, estamos diante de uma catástrofe humanitária de grande proporção. Texto por Rosemberg Cariry .

O retorno de Lula

Por Albino Rubim Recebi um WhatsApp com o anúncio da data e horário do discurso de Lula. Confesso que não me mobilizei para ouvir o discurso. Em geral, os discursos políticos são cansativos, longos e repetem lugares comuns. Algum tempo depois recebi nova mensagem. Ela trazia o discurso na integra…

Infeliz atualidade

Texto de Albino Rubim sobre a infeliz atualidade vivemos na cultura no Brasil. Hoje, as três tristes tradições retornam com inominável ferocidade. Velhas noções ainda servem para desvelar o novo velho país. Terrível atualidade.   

Relatos de internação e tratamento

Por Antonio Albino Canelas Rubim* No início de maio, não sei precisar quando, comecei a sentir fortes cansaços a qualquer esforço realizado. Pouco a pouco o quadro se agravou. Mais cansaço e mais falta de ar. Imaginei ser algo relacionado ao coração, tão afetado pelos desmandos no Brasil e pelas dores…

Pandemia e mortes da cultura

Por Antonio Albino Canelas Rubim* Inúmeras iniciativas, em todo mundo e no Brasil, tentam decifrar os múltiplos enlaces existentes entre cultura e pandemia. No país, a conjuntura têm sido sobredeterminada pela onipresença da pandemia conjugada ao pandemônio, provocado pelo (des)governo federal, que age no dia-a-dia polarizando tensões na sociedade. A atitude…

Furtado centenário, Furtado eterno!

Por Cláudia Leitão* No dia 26 de julho Celso Furtado fez 100 anos. Falo no presente porque há pensadores que não morrem. Suas reflexões, pelo contrário, ganham ainda mais profundidade e oportunidade e atualidade.  Além de seu vasto legado intelectual, Furtado foi um brilhante administrador público (com passagens memoráveis nos ministérios…

Celso Furtado, um dos “inventores” do Brasil

Por Cláudio Guedes* Hoje é centenário de nascimento de Celso Furtado, o grande intelectual e economista brasileiro. Uma data plena de significados. Celso Furtado foi um dos grandes pensadores do país. Muitos o definem com um “construtor”, alguém que elaborou (construiu) a partir de reflexões próprias uma visão, uma idéia, do país e dos seus…

Notas sobre a Lei Aldir Blanc e os desafios da cultura brasileira frente à pandemia de COVID-19

(texto publicado incialmente https://medium.com/@cpaiva.cultura em 23 de junho) Por Carlos Paiva A cultura brasileira encontra a pandemia da COVID-19 herdando dois graves problemas: tentativas de criminalização das políticas culturais pela base do governo Jair Bolsonaro e a ausência de um sistema de fomento nacional que consiga abarcar a heterogeneidade do campo e…

Brasil: pandemia e pandemônio

Por Antonio Albino Canelas Rubim Palavras, palavras, palavras. Eu já não aguento mais Gonzaguinha O agendamento da palavra pandemia parece cotidiano e universal. A pandemia dominou a vida e a transformou com radicalidade. Ela virou agenda pública e privada de todos. Longínqua origem tem a pandemia. Ela provém do grego…

Lugar de Fala

Por Bruno do Vale Novais Qual é o meu lugar de fala? Essa expressão tornou-se corriqueira nas argumentações acadêmicas da contemporaneidade, principalmente em meio aos espaços de análise dos discursos, das comunicações e das culturas que defendem propostas de descolonização cultural. Nesses, os vocábulos em tela têm sido utilizados como…

Em estado de conferência nacional de cultura

Por Fabiano Piúba* Tenho dito que estamos em estado de conferência nacional de cultura. Um estado de espírito, um estado de ânima e um estado político de encontro e movimento. Num contexto de isolamento social, nem nós esperávamos por isso. Emergiu de uma mobilização emergencial em torno de um projeto…

Manifesto dos Servidores Federais da Cultura

Vivemos muito mais do que uma tragédia sanitária. Os descontroles autoritários do governo trazem uma deterioração do país em todos os sentidos. As instituições públicas são achacadas, a ciência é negada, e o social, atropelado por um economicismo insensível. O resultado tem se evidenciado na atual crise política, social e…