Gestão cultural e a produção musical independente

Gestão cultural e a produção musical independente

Coordenação: Observatório Itaú Cultural

A partir da exibição do documentário Música ao Lado produzido pela equipe do Observatório e núcleo audiovisual do Itaú Cultural o minicurso propõe um debate sobre a gestão cultural de pequenas casas de show que apoiam o circuito da música independente, seus desafios e suas estratégias.

Convidados:

Miguel Salvatore: Produtor cultural, gestor do espaço Serralheria. Fotógrafo nas horas livres é formado em Ciências Sociais pela Universidade de São Paulo (USP/FFLCH). Possui pós-graduação em gestão cultural pela universidade de Madrid e há mais de dez anos participa da cultura soundsystem da cidade sendo um dos fundadores do Dubversão Sistema de Som, primeira aparelhagem da cidade no que se refere ao dubreggae. Foi gestor do estúdio de áudio e laboratório de mídias livres LAB_C do Centro Cultural da Juventude e por anos trabalha com as políticas culturais dedicadas ao jovem e à periferia da cidade. Atualmente é coordenador de Cultura do Instituto Criar de Tv e Cinema e coordena e colabora com o projeto Mapas Culturais, que envolve a Secretaria da Cultura de São Paulo e o Ministério da Cultura com o objetivo de alcançar algumas das metas do Plano Nacional de Cultura.

Mancha Leonel: músico e produtor musical. Graduado em Comunicação Social pela Faculdade Cásper Líbero, passou por produtoras e agências até desenvolver seu laboratório musical, a Casa do Mancha, onde produz, grava e apresenta um recorte da atual música independente que passa por São Paulo. Recentemente expandiu os limites físicos levando o palco Casa do Mancha para o Festival Bananada [Goiania] e criando festival Fora da Casinha, que ruma pra sua terceira edição.

Vince de Mira: Fundou a Maquinário Produções em 2006. Com a empresa desenvolve projetos transversais com a finalidade de desenvolver os eixos de formação e difusão no setor musical. Assim, concebeu os projetos IFEM (Incubadora de festivais e mostras musicais) e o Intercenas Musicais. A tecnologia desenvolvida na realização dos projetos foi premiada pelo Ministério da Cultura, no Prêmio Economia Criativa 2013, na categoria “Modelos de Gestão e Empreendimentos inovadores”. Em 2013 fundou o Commons Studio Bar, espaço com o foco em atividades culturais e entretenimento.

Acontece no dia 16 de novembro, às 8h30. A curadoria e organização deste minicurso são realizadas pelo Observatório Itaú Cultural.