GTs

Os GTs acontecem nos dias 1, 2 e 3 de agosto, a partir das 14h, na Universidade Federal da Bahia – UFBA (Campus de Ondina). 400 trabalhos foram confirmados para serem apresentados durante o encontro. Outras informações podem ser obtidas pelo e-mail enecult@ufba.br.

Baixe aqui a programação dos GTs e os trabalhos que serão apresentados.

 

Grupos de Trabalho (GTs)

1. CULTURAS E AMÉRICA LATINA

Coordenadoras: Carla Rabelo (UNIPAMPA) e Renata Rocha (FACOM / UFBA)

Nossa proposta é contribuir com o debate científico e dos diversos saberes sobre as culturas da América Latina. Contempla trabalhos que discutam linguagens artísticas, estilos de vida, políticas, agentes e agendas culturais tensionando a colonialidade, o eurocentrismo e o etnocentrismo em diálogo com as epistemologias do sul global e demais epistemologias. Acolhe também estudos sobre diversidade na cultura e no pensamento latinoamericano em discussão com os saberes hegemônicos.

2. CULTURAS E ARTES

Coordenadores:  Lia Lordelo (CECULT / UFRB) e Pedro Amorim Filho (UFRB)

Aceita trabalhos que discutam arte, suas compreensões e significados, formas de representação e expressão. Arte e cultura estética. Arte e política. Crítica das artes. Arte como espaço de construção e desorganização de fronteiras entre o erudito e o popular. Tradição e contemporaneidade nas diferentes manifestações artísticas.

3. CULTURAS E DESENVOLVIMENTOS

Coordenadoras:  Carmen Lima (UNEB) e Mariella Pitombo (CECULT / UFRB)

Acolhe trabalhos sobre a relação entre cultura e desenvolvimento, tais como: estudos sócio-econômicos da cultura, economia da cultura, economia criativa, indústrias criativas, cidades criativas, indústrias culturais, indicadores culturais, estatísticas culturais, diversidade cultural e desenvolvimento, consumo de bens e serviços culturais, comércio internacional de bens e serviços culturais, cultura e propriedade intelectual.

4. CULTURAS E FESTAS

Coordenadores: Janio Roque Castro (UNEB) e Wilson Rogério Penteado Jr (UFRB)

As festas e os sentidos do festejar na contemporaneidade. As festas como um evento cultural dinâmico no tempo e no espaço. Festas populares no Brasil: sujeitos, tramas e estética. Dimensões socioeconômicas e políticas das festas populares. As festas populares como patrimônio imaterial. As manifestações festivas no contexto das diferentes religiões: interfaces e conflitos. A espetacularização das festas populares no espaço público e nas arenas privadas. A questão das festas no contexto da gestão e planejamento urbano. As políticas públicas para as festas no Brasil: críticas e proposições.

5. CULTURAS E IDENTIDADES

Coordenadoras: Linda Rubim (UFBA) e Natália Coimbra (UNEB)

Estudos sobre as relações entre cultura e identidade em termos teórico-conceituais e/ou histórico-sociais. O grupo de trabalho acolhe estudos que discutam construções culturais identitárias, abarcando dimensões relativas aos pertencimentos de: nacionalidades, regiões, migrações, classes sociais, etnias, raça, religiões, faixas etárias, gênero, orientações sexuais, pessoas com deficiência etc.

6. CULTURAS E JUVENTUDES

Coordenadores: Adriana Facina (UFRJ) e João Guerreiro (IFRJ)

O Grupo de Trabalho contempla estudos sobre os fazeres culturais das juventudes em suas heterogeneidades atravessadas por pertencimentos étnico- raciais, territoriais, de classe social, gênero, entre outros. O GT busca refletir também sobre estudos das políticas culturais voltadas aos jovens, bem como discussões teóricas em torno das categorias jovem e juventude.

7. CULTURAS E MÍDIAS

Coordenadoras: Daniela Matos (CAHL/UFRB) e Jussara Maia (CAHL/UFRB)

Contempla trabalhos relacionados à reflexão sobre o entrecruzamento do campo midiático com a experiência cultural na contemporaneidade. A relação entre mídia e as diversas dimensões da vida cultural, em interação com outras dimensões a exemplo da política, religião, economia, sexualidades, etnias, cotidiano, etc. Produção de sentidos e mídia: produção, circulação e interpretação dos produtos midiáticos. Reflexões de cunho teórico e/ou teórico-empírico acerca das relações entre comunicação, mídia e cultura.

8. CULTURAS E MODAS

Coordenadoras: Beatriz Pires (USP) e Renata Pitombo (UFRB)

O GT se interessa por reflexões interrelacionais entre a moda e o vestuário, a cultura e a arte, evidenciando a dimensão de artisticidade da moda, bem como o âmbito da identidade e da memória à composição das aparências, passando por relações de pertencimento e afetividade. O GT compreende essas questões como dispositivos às reconfigurações das intersubjetividades que modulam nosso modo de estar no mundo.

9. CULTURAS E NARRATIVAS AUDIOVISUAIS

Coordenadoras: Maria do Socorro Carvalho (UNEB) e Marise Berta (IHAC/UFBA)

Acolhe trabalhos que analisam as representações construídas por meio de narrativas audiovisuais nas diversas linguagens (cinema, televisão, vídeos, etc.), constituintes das práticas de significação e dos sistemas simbólicos que as produzem; contempla, igualmente, estudos que refletem sobre o caráter arbitrário e indeterminado das representações culturais e suas complexas ligações com as relações de saber/poder.

10. CULTURAS POPULARES

Coordenadores: Andréa Betânia (UNEB)Francisco Nunes (UFSB)

Poéticas e performances tradicionais populares em articulação: sociedade em geral, grupos e comunidades. Movência das culturas populares. Reflexão crítica sobre a relação entre culturas populares tradicionais e desenvolvimento comunitário. Incorporação à formação acadêmica do saber produzido e rearticulado pelas tradições populares: interfaces produtivas. Reconhecimento das necessidades específicas das manifestações populares, em termos de inventário, documentação, difusão e/ou transmissão de saberes.

11. CULTURAS, GÊNEROS E SEXUALIDADES

Coordenadores: Djalma Thurler (IHAC/UFBA) e Leandro Colling (IHAC/UFBA)

Aceita trabalhos que analisam as relações entre gêneros, sexualidades e as culturas. Discussões contemporâneas sobre diversidade sexual e de gênero. Análises de produtos culturais e artísticos que tratam sobre gêneros e as sexualidades. Discussão sobre as políticas públicas e identitárias ou pós-identitárias para o respeito à diversidade sexual e de gênero.

12. DIVERSIDADE CULTURAL

Coordenadores: José Márcio Barros (UEMG/ODC/UFBA)José Rogério Lopes (LapCAB/UNISINOS)

O GT acolhe trabalhos de pesquisa, reflexões conceituais e análises de práticas e experiências, relacionadas à questão da diversidade cultural em realidades locais, regionais, nacionais ou internacionais e suas convergências com: [a] processos de desenvolvimento, participação social e questões ambientais e territoriais; [b] agendas políticas e institucionais de diversidade cultural e diversidade ambiental ; [c] estudos de casos que envolvam as culturas tradicionais, questões étnicas e de gênero e seus desafios contemporâneos; [d] análises relacionadas à diversidade em contextos urbanos, processos de mediação artística e cultural.

13. GESTÃO E PRODUÇÃO CULTURAL

Coordenadores: Observatório de Políticas e Gestão Culturais e Coletivo de Gestão Cultural

O grupo tem como objetivo discutir temas relacionados à gestão e à produção cultural, nos contextos local, nacional e internacional, em suas múltiplas compreensões e dimensões. Serão aceitos trabalhos que abordem as especificidades, desafios, mudanças e/ou inovações observadas em diferentes modelos de gestão da cultura (gestão pública, gestão pública não estatal, gestão privada, gestão privada paraestatal, gestão comunitária, entre outros) e que analisem a relevância política, econômica e social da produção cultural na contemporaneidade. Além de trabalhos analíticos, espera-se também atrair relatos de experiência na gestão de instituições, espaços (convencionais ou não-convencionais), grupos artístico-culturais, festivais, carreiras artísticas e projetos culturais.

14. PATRIMÔNIOS CULTURAIS E MEMÓRIAS

Coordenadores: José Roberto Severino (FACOM/UFBA)Raquel Sena (UNIVILLE)

Contempla trabalhos do patrimônio cultural material e imaterial e da memória social, que possam fornecer elementos para a definição e redefinição de políticas públicas no campo da cultura e que expressem a capacidade do ser humano de sobreviver no meio em que vive, constituindo-se em registro da história da cidade, país, nação e da vida das pessoas. Busca ainda reunir experiências recriadoras de processos culturais em comunidades/grupos tradicionais; a diversidade e o patrimônio cultural nas narrativas de pertencimento contemporâneas.

15. POLÍTICAS CULTURAIS

Coordenadores: Albino Rubim (FACOM/UFBA) e Alexandre Barbalho (UECE)

Acolhe trabalhos teórico-conceituais e/ou analíticos sobre políticas culturais que tratam de diversas dimensões, tais como: noções utilizadas; formulações, ações e objetivos; atores envolvidos; públicos pretendidos; recursos humanos, materiais, financeiros e legais acionados; sistematicidade, interfaces e transversalidades. Abrange políticas para a criação, difusão, circulação, cooperação, reflexão, preservação, recepção, produção e gestão da cultura.

16. CULTURA E SEMIÓTICA

Coordenadores: Lidiane S. de Lima Pinheiro (UNEB) e Tarcísio de Sá Cardoso (FACOM/UFBA)

Grupo de Trabalho voltado para pesquisas fundamentadas em conceitos oriundos da semiótica, semiologia, análise de discurso e ciência das linguagens, com o intuito de analisar processos tradutórios e relações ou vinculações comunicativas entre sistemas culturais. Dessa maneira, o grupo contempla investigações que visam compreender a produção de sentidos e de semioses por meio da construtibilidade das mensagens na cultura e da organização e produção de códigos culturais.

17. CULTURAS DIGITAIS

Coordenadoras: Janaina Rosado (IFBaiano) e Suiane Costa (UNEB)

O grupo de trabalho tem o objetivo de discutir as investigações que dialogam com as tecnologias digitais, a exemplo de jogos eletronicos e sites de redes socais nos distintos cenários de aprendizagem. As pesquisas em torno da subjetividade, aprendizagem escolar, mercado, violência, produção, entre outros, que são tensionadas pelas tecnologias digitais terão aderência com este GT.

18. CULTURAS E INFÂNCIAS

Coordenadoras: Cilene Canda (UFBA)Karina de Oliveira Cordeiro (UFRB)

O grupo de trabalho reúne pesquisadores que desenvolvam projetos sobre as culturas nas e das infâncias; a interlocução dos diversos saberes e das práticas culturais na formação da criança; jogos, brincadeiras e práticas infantis que contribuam para a socialização do sujeito; registros orais, visuais e audiovisuais e seus significados; as diversas dinâmicas sociais e culturais, tendo a criança como protagonista, portadora de direitos e produtora de diferentes linguagens.

19. CULTURAS E UNIVERSIDADES

Coordenadores: Luciano Simões (UFRB)Robson Almeida (UFCA)

Contempla trabalhos que contribuam para reflexões de cunho teórico e/ou teórico-empírico acerca das relações entre universidade e cultura. Acolhe relatos de pesquisas e de experiências relacionadas à atuação de Instituições de Ensino Superior no desenvolvimento de programas que contribuam para a implementação de políticas públicas nas áreas da cultura e da arte. Tem interesse na reflexão sobre o intercâmbio entre a universidade e a comunidade cultural, bem como sobre o papel da universidade na formação de públicos culturais, dentro e fora dos muros universitários. Visa contribuir com os debates sobre as possibilidades de interseção da cultura com a extensão, a pesquisa e a formação da graduação e da pós.